Bem-Vindo a Hyperiun Telecom

(11) 4770-0505 8:30 AM - 18:00 PM (Segunda -Sexta)

Jogos de Baralho

A vida é como um jogo: às vezes ganhamos, em outras perdemos. Mas devemos sempre nos lembrar que as derrotas são lições para um caminho de grandes conquistas. Persistir e acreditar são combustíveis que nos ajudam a buscar o que desejamos.

Nós, da Hyperiun Telecom, temos orgulho em dizer que no ano de 2019, nosso placar foi de muitas vitórias e novos aprendizados.

Sabe como isso foi possível?

Por que nossa melhor cartada é ter você junto com a gente!

E em falar em cartas, qual tal reunir a família e os amigos para jogar algumas partidas? Jogos com baralho são excelentes para aqueles momentos de descontração, além de um ótimo exercício mental.

Mau-mau

O objetivo do jogo é descartar todas as cartas. Para jogar, use 2 baralhos completos (sem curingas). O jogo deve ter de 4 a 8 participantes. Cada jogador recebe 5 cartas. Vira-se uma carta do monte de compras sobre a mesa de carteado. O primeiro jogador deverá descartar uma carta com número ou naipe igual à carta virada. O seguinte deve descartar uma carta com número ou naipe igual à descartada pelo jogador anterior e assim sucessivamente.

Quando um jogador tiver apenas uma carta, deve anunciar que está no bate, dizendo "mau-mau". Se o jogador se esquecer, poderá ser punido comprando 5 cartas. Algumas cartas especiais têm efeitos específicos. O Ás pula o jogador seguinte; a Dama (Q) inverte o sentido do jogo; o Valete (J) permite escolher outro naipe para a rodada; o 7 obriga o jogador seguinte a comprar 2 cartas e não descartar nenhuma (mas pode ser rebatido se o jogador seguinte tiver outro 7, o que leva a punição dobrada para o próximo jogador); o 9 leva o jogador anterior a comprar uma carta.

Burrinho

O Burrinho é um jogo bem simples, que pode ser uma excelente atividade para incluir as crianças. Podem jogar de 2 a 6 jogadores. No comecinho do jogo, cada jogador recebe 4 cartas e as restantes ficam colocadas no centro da mesa com a face para baixo. Quem começa sempre é o jogador que está à esquerda e o jogo se inicia no sentido horário de quem distribui as cartas do baralho.

Como regra, é preciso jogar uma carta na mesa para que o próximo jogador jogue uma do mesmo naipe e assim sucessivamente. Caso um jogador não tenha determinado naipe em suas cartas na mão, ele deve ir comprando as cartas do baralho que restou até conseguir a do mesmo naipe. Ganha quem jogar uma carta com valor mais alto na mesa de carteado e é ele quem inicia a próxima rodada.

Detetive

Primeiro você coloca a turma em círculo, pode ser no chão ou em volta de uma mesa bem grande. Quanto mais pessoas, mais divertido fica o jogo. Em seguida, distribua as cartas de acordo com a quantidade de jogadores. Identifique as cartas que serão o Detetive (Rei de Copas), Assassino (Às de Copas) e as demais pessoas, que serão as vítimas, recebem cartas comuns de 1 a 10.

O objetivo do jogo é o assassino “matar” a maior quantidade de vítimas sem ser descoberto pelo detetive. Como faz para “matar” o jogador? Simples: o assassino deve dar uma leve piscadela de olho. Assim que a vítima perceber o movimento, ela deve mostrar sua carta e dizer: “morri”. O objetivo do detetive é parar o assassino o mais rápido possível, por isso ele precisa estar atento a todos os movimentos do jogo. Assim que ele descobrir o assassino deve dar voz de prisão.

Como terminar o jogo? Existem 2 formas: se o assassino matar todos os jogadores sem ser descoberto pelo detetive; ou se o detetive identificar o assassino e der voz de prisão para ele. Uma das grandes vantagens desse jogo é que as rodadas são rapidinhas. Você não precisa ficar horas em cada partida. Sendo um jogo super indicado para dias na praia e acampamentos.

Buraco

O Buraco é um dos jogos mais tradicionais no nosso país. Uma partida pode conter de duas pessoas ou de duas duplas. Utiliza-se dois baralhos completos, totalizando 104 cartas. Cada jogador começa com 11 cartas.

O objetivo do jogo é “baixar” todas as cartas da mão, sendo que é possível baixá-las a partir do momento em que o jogador tem pelo menos três cartas do mesmo naipe em sequência, as “canastras”, ou usando uma das cartas coringas (2 ou “coringão”) de qualquer naipe para completar a sequência.

Mais duas mãos de 11 cartas são tiradas do monte e viradas de cabeça para baixo antes de começar o jogo, o “morto”.

O primeiro jogador pega uma carta do monte e desce suas sequências ou não. Se, no final da rodada, ele ainda tiver cartas na mão, é obrigado a descartar uma carta para o monte do “lixo”. O próximo jogador pode escolher pegar uma carta do monte principal ou o monte completo do lixo, e deve prosseguir descendo ou não.

Se um dos jogadores terminar as cartas da mão, tem direito a pegar o morto e completar suas sequências.

O jogo termina quando um jogador “bater”, ou seja, não tiver mais nenhuma carta consigo. Os pontos são contados de acordo com as canastras feitas e depois de cada carta individualmente, sendo que quem ficou com cartas na mão, deve deduzir esses pontos do total.

Canastra Real (de Ás à Ás de um só naipe) 1000 pontos
Meia Canastra Real (de Ás ao Rei ou de um só naipe) 500 pontos
Canastra Limpa (sete ou mais cartas sem coringa) 200 pontos
Canastra Suja (sete ou mais cartas com coringa) 100 pontos
Batida 100 pontos
Ás 15 pontos
Curinga 10 pontos
Do Rei à carta 8 10 pontos cada carta
Do 7 à carta 3 5 pontos cada carta
Não pegar o morto – 100 pontos

Vinte e um

No 21, ou Blackjack, o objetivo é somar uma pontuação mais próxima de 21 pontos, sem ultrapassar esse valor, de acordo com a seguinte distribuição:

  • 2 a 10: valor facial;
  • Figuras: 10 pontos;
  • Ás: 1 ou 11 pontos.

O jogador aposta contra a casa. O croupier dá duas cartas viradas para cima para cada jogador e pega uma para si virada para baixo e outra virada para cima.

Os jogadores avaliam seus pontos e decidem se querem mais uma carta. Se a pontuação estourar 21 pontos, o jogador perde.

Quando todos que ainda estão abaixo de 21 decidem parar, o croupier revela sua segunda carta. Se as mesmas apresentadas pelo croupier somarem menos de 17 pontos, ele é obrigado a pegar mais cartas até atingir pelo menos 17 ou estourar 21. Quem ficar mais perto de 21 pontos ganha a rodada.

Jogo da colher

Este seja talvez o jogo mais inusitado – e um dos mais divertidos – da lista. Realizado em diversas rodadas, o objetivo de cada jogador é pegar uma das colheres dispostas na mesa, porém, só pode fazê-lo quem conseguir pegar cartas de mesmo número nos quatro naipes.

Quando isso acontece, os jogadores têm que ser rápidos para pegar uma colher, pois sempre haverá uma a menos.

Nossas Marcas

Distribuidor autorizado